Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2017

A SAUDADE DE QUEM JÁ MORREU

Saudade maior é de quem já se foi. Mesmo nos que nutrem a fé no reencontro, é visível a dor de ter que seguir longe de quem se queria por perto. A dor de perder quem nos é querido, pela astuta ação da morte deixa em todos nos a marca da saudade.

Daniel Goleman: "Temos de ensinar nossas crianças a ter empatia pelos outros e pelo mundo"

O psicólogo e pesquisador de Harvard fala sobre a importância de crianças desenvolverem o foco em suas próprias emoções e do efeito de suas ações nas outras pessoas e no mundo

Caminhada Advento e Natal | 2017-2018

O Advento, que nos prepara para a celebração do Natal, é um tempo que ensina e educa  para a espera. Do programa pastoral diocesano sobressaem duas palavras chave: esperança e encontro. Assim se tecerá a dinâmica do Advento e Natal para este ano 2017: da espera ao encontro. No Advento, como provocação, fazemos uma pergunta: “Quem esperas?”. No Natal, como compromisso e vivência, passamos ao encontro: ir ao encontro do Homem, nas suas mais sensíveis presenças.
> Guião.pdf > Imagem.Jpeg
ARQUIDIOCESE BRAGA

Qual o melhor presente para as crianças?

Tempo, é o nome do melhor presente para as crianças.

A família é o melhor antídoto contra o individualismo extremo, afirma o Papa

O Papa Francisco assegurou que a família é uma instituição essencial para a sociedade, pois é o melhor antídoto contra os individualismos extremos e egoístas.

I Dia Mundial dos Pobres: Subsídio Pastoral

Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização preparou um conjunto de subsídios que inclui a mensagem do Papa, três Lectio Divina e duas Vigílias de Oração.

7 dicas de Dom Bosco para disciplinar as crianças

Úteis conselhos e lembretes para pais e mestres cansados ou frustrados...

​O amor é uma brisa

Num jogo de equilíbrios, os que se amam fortalecem-se através do que têm de comum e fortalecem-se, da mesma forma, no que têm de diferente, mas complementar. No demais, perdoam-se.

Semana dos Seminários 2017

Igreja reza pelos jovens na Semana dos Seminários 2017

O amor não é fácil

Fomos todos mal educados para o amor

Diocese cria grupo para acompanhar divorciados recasados

A Arquidiocese de Braga vai constituir um grupo para acompanhamento dos cristãos divorciados recasados, que poderá possibilitar o acesso aos sacramentos, de acordo com um processo de discernimento individual. A resolução foi aprovada ontem, por unanimidade, no Conselho Presbiteral, onde foram definidas orientações para a renovação da Pastoral Familiar.

​Tem paciência contigo!

Cada um de nós deve analisar-se, de forma delicada e bondosa. Compreendendo que a existência não é composta apenas de bons momentos, e que a alegria e a paz dependem muito mais do nosso coração do que dos contextos em que vivemos.

10 coisas que devemos dizer aos nossos filhos sem medo

São palavras e expressões que são fundamentais para o desenvolvimento das crianças. Para dizer e repetir sem medo.

É muito difícil ser boa mãe

Às vezes, eu pergunto-me: quem terá tornado as mães exigentes, como elas são? E aí eu sossego, claro. As mães!

Chorar em vida

"É preciso chorar uns com os outros."
Pe. Rui Miguel
Concordo plenamente com estas palavras proferidas pelo meu pároco.
Está como que instaurado, nos dias de hoje, a simbologia do fracasso naquele que chora.

Todos os Santos: antecipar a eternidade

A 1 de novembro a Igreja honra a multidão incontável daquelas e daqueles que foram testemunhas vivas e luminosas de Cristo.

Os Santos, pessoas de família

Na proximidade do Dia de Todos os Santos, apresentamos um texto de D. Manuel Pelino, Bispo de Santarém, de 6 de Agosto de 2006, que, embora seja dedicado às festas dos padroeiros, traduz a comunhão dos santos, sobretudo a familiaridade dos mesmos na vida da família e como os Santos não estão fora da família.

O verbo SAUDAR

A aldeia global tornou-nos apenas próximos: não nos apresentou uns aos outros. Passamos a partilhar uma quantidade colossal de informações, mas continuamos perfeitos estranhos. Quanto muito tem crescido o voyeurismo que sobrevoa a existência alheia e nos dispersa da nossa.

O verbo ROMANCEAR

É célebre o modo como, em “A Arte do Romance”, Milan Kundera remonta não só a Cervantes, mas também à emergência da modernidade para explicar o nascimento da singularíssima ferramenta de conhecimento humano que é o romance.

O elogio do desencontro

Também nos acontece pensar que combinámos encontros e, afinal — depois compreendemos —, eram desencontros o que empenhadamente estávamos a organizar. Claro que há desencontros dececionantes e que lamentámos por muito tempo, mas o mesmo se pode dizer de certos encontros.

O coração no sítio certo

Os grandes mestres da fé podem ser completamente inesperados. Pense-se em Flannery O’Connor, que muitos têm como um dos nomes fundamentais da literatura contemporânea, mas que se espantariam que dela se dissesse o que também é indiscutível: que foi uma das grandes vozes espirituais do século XX.

«Arquitextura» das relações

"De entre todos os pedidos, os que nos custam mais são os mais simples, aqueles imateriais e que se prendem com a arquitetura (ou arquitextura, como ensinou Derrida) das relações: pedir amor, pedir desculpa, pedir presença, conversa, compaixão."

Crianças com horários semanais de 55h

"Muitas das nossas crianças e jovens trabalham das 8h às 8h e cumprem horários de 55/60h semanais”, ou seja vivem praticamente desprovidos de tempo para brincar, para descansar, para se distraírem.

«Diante da morte, conservar a chama da fé»

Na audiência geral desta quarta-feira na Praça de São Pedro, o Papa Francisco estabeleceu uma relação entre a esperança cristã e a realidade da morte que  - disse – a civilização moderna tende cada vez mais a cancelar.

Esperança vigilante

“Cada manhã é uma página branca que o cristão começa a escrever com as obras de bem” e “nenhuma noite é longa a ponto de fazer esquecer a alegria da aurora”, “ a certeza de que no final de nossa história está Jesus Misericordioso, é suficiente para ter confiança e não amaldiçoar a vida”.

Cuidar da sua esperança

Uma coisa é certa: a dificuldade atual que temos com a esperança obriga-nos a purificar as representações que fazemos. Tornou-se insuportável o discurso de uma esperança isenta, empolgada, ligeira, fácil, imediata.

«Filhos são os primeiros prejudicados quando a mãe ou o pai enfraquecem conjugal e espiritualmente»

Os filhos não são nem podem ser um obstáculo à vivência do amor nem da fé, seja na esfera pública, seja na esfera privada. Eles são os primeiros prejudicados quando a mãe ou o pai enfraquecem conjugal e espiritualmente, afirma a autora do blogue Encontrando Alegria.

"Desempatia", o flagelo que afeta muitas relações

Mais do que falta de empatia, a maioria das relações do século XXI são caracterizadas pela “Desempatia”: Não interessa o que o outro pensa, sente ou precisa. O outro, não existe!

Sim, ainda estou casado!

Sim, depois de oito anos, depois da crise dos sete anos (crise? qual crise, se gostamos tanto um do outro?), numa altura em que amigos e familiares próximos se chateiam e separam um do outro, uns atrás dos outros, continuamos casados.

«O cristão é um missionário de esperança»

“O cristão é um missionário de esperança” disse o Papa Francisco dirigindo-se aos mais de 15 mil fiéis presentes na Praça São Pedro, na Audiência Geral desta quarta-feira, dia 4 de Outubro de 2017. E “quem teve a graça de abraçar a ressurreição de Jesus, pode ainda esperar no inesperado”.

Adúlteros! Mas serão mesmo?

Não haveria maior infidelidade a Jesus Cristo e à tradição da Igreja se um Papa se limitasse a repetir o passado. Por isso, nenhum o fez. Por isso, Francisco se recusa a fazê-lo.

Carta de Deus para um futuro esposo

"Nós vamos amá-la juntos"

O sexo e o casamento

Continuo com os diálogos do Papa Francisco e Dominique Wolton: Politique et société.

Os pais precisam de amadurecer

Os pais precisam de parar e de repensar a sua relação com os filhos. Mas para isso têm de se (re)descobrir e treinar o cérebro. O mindfulness pode ajudar.

Com Deus, ninguém pode nos roubar a esperança

“Não estamos sozinhos na luta contra o desespero”. “Jesus é capaz de vencer em nós tudo aquilo que se opõe ao bem”. E “se Deus está connosco, ninguém nos roubará aquela virtude de que temos necessidade para viver. Ninguém nos roubará a esperança”.

Ideologia de Género como Abuso

A chegada do frio outonal traz consigo o começo da época de futebol americano, que é bem-vinda, ainda que ser adepto de alguns clubes (tal como os meus San Francisco 49ers) requeira novamente um acto de fé sobrenatural este ano.

Como uma família

«Familiaridade» foi a palavra-chave da homilia pronunciada pelo Papa Francisco durante a missa celebrada em Santa Marta na manhã de terça-feira, 26 de setembro. O centro foi a perspetiva que cada cristão tem de «se sentir família de Jesus», viver em «proximidade» com ele cada momento do dia, até aqueles aparentemente mais banais.

Documentário norueguês abala credibilidade da ideologia de género

Teóricos do género chegam a afirmar que "não se interessam nem um pouco" pelas pesquisas científicas que os desmentem

Exortação «A Alegria do Amor» tem sido «um acréscimo prático muito bom para todos»

Um ano e meio depois da sua publicação, a exortação apostólica ‘A Alegria do Amor’, do Papa Francisco, está ainda “em fase de assimilação” em Portugal, mas motiva já uma nova dinâmica pastoral perante os desafios das famílias.

Educar para a Esperança

Queridos irmãos e irmãs, bom dia! A catequese de hoje tem por tema: “educar para a esperança”. Por isso pronunciar-la-ei diretamente com o “tu”, imaginando que falo como educador, como pai a um jovem ou a qualquer pessoa aberta ao aprendizado.

Mudar de sexo aos 16 anos?

Um jovem de 16 anos pode mudar de sexo e nome no registo civil sem qualquer relatório médico? Se as propostas forem aprovadas, sim. Os deputados da Assembleia da República discutiram ao início da tarde uma proposta de lei do Governo e dois projetos de resolução do Bloco de Esquerda e do PAN sobre «autodeterminação da identidade de género».

Francisco dá novo impulso ao ‘Instituto João Paolo II sobre Matrimónio e Família’

O Papa Francisco com uma Carta apostólica em forma de motu próprio, Summa familiae cura, decidiu potenciar o Instituto João Paulo II para os Estudos sobre o Matrimónio e Família, elevando-lo a ‘Instituto Pontifício’.

Papa apresenta «hino de esperança»

O Papa Francisco apresentou hoje no Vaticano um “hino” à esperança, convidando ao respeito pela história de cada pessoa e à capacidade de acreditar mesmo perante as dificuldades.

Transgénero - a estratégia para acabar com os rapazes e as raparigas...

A agenda política do Bloco é promover a ambiguidade da identidade sexual e considerar normal aquilo que, na maioria dos casos, é patológico, pelo que são muitos os perigos desta aberração legislativa.

Este Papa é uma decepção!

1. Num dos períodos de conflito armado mais ameaçador e de medo generalizado, dei aulas e fiz conferências de teologia em Bogotá e Medellin. Depois de 50 anos de horror, comoveu-me a coragem e o empenhamento do papa Francisco, no meio de muitas dificuldades locais, em intensificar e tornar irreversível o processo de paz na Colômbia.

"É inacreditável que hoje se passeiam mais os cães do que as crianças"

Há mais de 40 anos que o investigador Carlos Neto trabalha com crianças e está preocupado com o sedentarismo. "Há pais que já não têm prazer em brincar com os filhos". A falta de autonomia das crianças é culpa das famílias ou das escolas que também as ocupam demasiado tempo? 

Pais Sem Pressa? Sim, é possível...

Mais tempo em família, menos tecnologia, brincar até fartar, são algumas bases do movimento norte-americano Slow Parenting [Pais Sem Pressa]. Por cá, as ideias fazem eco. Há pais que tentam desacelerar a vida dos filhos, esticar o tempo para estarem juntos, viver mais devagar. Pais sem pressa? É complicado, mas não impossível.

Conselhos de São João Crisóstomo: como escolher uma esposa

Em dia de São João Crisóstomo, vamos directamente ao século IV para chegar aos dias de hoje (e para sempre!)

Diz sim ao amor

Somos muito benevolentes com a violência, desculpamo-la muito facilmente. E, todos, somos em algum momento da nossa vida, com mais ou menos intensidade, violentos para com alguém. Há uma música da “Avenida Q” que fala de todos sermos um pouco racistas, assim também é com a violência. Todos fomos violentos em algum momento e com alguma pessoa seja gritando, seja dizendo coisas horríveis, seja fazendo bullying ou de tantas outras formas.
Há muitos tipos de violência, com diferentes gravidades e consequências. Porém, todos eles agridem, todos eles deixam marca em nós. Podemos não ver essas marcas, mas existem e têm em impacto em nós. Daniel Comboni falou das pessoas escravizadas como embrutecidas.
Quantos de nós não somos embrutecidos?
Quantos de nós não temos cicatrizes?
É preciso criar a cultura do encontro e a revolução da ternura a que tanto o Papa Francisco nos convida. É preciso abandonar o ciclo de violência porque tal como nos diz Gandhi: “Olho por olho, dente por dente e…

A arte da correção fraterna

No capítulo 18 do Evangelho segundo Mateus, lemos diversos ensinamentos de Jesus sobre a vida da sua comunidade, a comunidade cristã.