Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

«Diante da morte, conservar a chama da fé»

Na audiência geral desta quarta-feira na Praça de São Pedro, o Papa Francisco estabeleceu uma relação entre a esperança cristã e a realidade da morte que  - disse – a civilização moderna tende cada vez mais a cancelar.
Mensagens recentes

Esperança vigilante

“Cada manhã é uma página branca que o cristão começa a escrever com as obras de bem” e “nenhuma noite é longa a ponto de fazer esquecer a alegria da aurora”, “ a certeza de que no final de nossa história está Jesus Misericordioso, é suficiente para ter confiança e não amaldiçoar a vida”.

Cuidar da sua esperança

Uma coisa é certa: a dificuldade atual que temos com a esperança obriga-nos a purificar as representações que fazemos. Tornou-se insuportável o discurso de uma esperança isenta, empolgada, ligeira, fácil, imediata.

«Filhos são os primeiros prejudicados quando a mãe ou o pai enfraquecem conjugal e espiritualmente»

Os filhos não são nem podem ser um obstáculo à vivência do amor nem da fé, seja na esfera pública, seja na esfera privada. Eles são os primeiros prejudicados quando a mãe ou o pai enfraquecem conjugal e espiritualmente, afirma a autora do blogue Encontrando Alegria.

"Desempatia", o flagelo que afeta muitas relações

Mais do que falta de empatia, a maioria das relações do século XXI são caracterizadas pela “Desempatia”: Não interessa o que o outro pensa, sente ou precisa. O outro, não existe!

Sim, ainda estou casado!

Sim, depois de oito anos, depois da crise dos sete anos (crise? qual crise, se gostamos tanto um do outro?), numa altura em que amigos e familiares próximos se chateiam e separam um do outro, uns atrás dos outros, continuamos casados.

«O cristão é um missionário de esperança»

“O cristão é um missionário de esperança” disse o Papa Francisco dirigindo-se aos mais de 15 mil fiéis presentes na Praça São Pedro, na Audiência Geral desta quarta-feira, dia 4 de Outubro de 2017. E “quem teve a graça de abraçar a ressurreição de Jesus, pode ainda esperar no inesperado”.